Buscar
  • Manoela. Gonçalves Ramos

Sou uma mulher preta rebelde! Não aceito os lugares impostos a mim, nem mesmo os de ascensão social!

É muito estranho como estranhamos a realização e satisfação pessoal. É engraçado até... melhor achar graça. Olhando pra mim e tudo que estive procurando enquanto viajava incessantemente em busca de me encontrar... encontrei! E agora?

Se a gente é ensinada a sempre buscar... quais seus planos para a semana? E pro mês? Ano?

Tanto planejamento empurrado goela abaixo como metodologia para o sucesso, como se o sucesso fosse algo previsível e separado das minhas múltiplas personalidades que cada hora quer algo, pois a todo tempo estou sendo bombardeada de informações da vida alheia através de redes invisíveis que nos prende como peixe, onde não conseguimos nos soltar, enquanto vão comendo nossos miolos.



Ilustração Marcos de Lima para Revista Continente

Fazer arte é pra todos. Viajei tanto pra encontrar o lugar que quero estar que o reconheço dentro de mim. Meu ritmo é diferente e não vou sucumbir!

Dei de pensar isso tudo enquanto ouvia reggae e pintava uma plaquinha para colorir o jardim que estou fazendo pra mim mesma. Isso não entra nas agendas..

Tenho uma infinidade de demandas criadas por mim mesma para fazer no computador, inclusive escrever!

Mas escrever é viver e a vida se passa longe das telas! Tô vivendo a vida que sonhei. Antes dos 30 me sinto realizada, mesmo que não tenha emprego, cargo, reconhecimento, não seja casada e nem imagino se pretendo... vivendo, me realizando. Tenho tudo que preciso e ainda vira e mexe caio na rede e me demando uma vida que não foi feita pra mim.

Sou uma mulher Rastafari não pelo que como, bebo, fumo ou deixo de fumar. Sou uma mulher preta rebelde! Não aceito os lugares impostos a mim, nem mesmo os de ascensão social! Sou amante da Natureza e é justamente dela que querem nos tirar!

Sou a Natureza e é nela que preciso estar.

Estar em mim mesma!

137 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo